Fifa quer acabar com o Mundial de Clubes e pode reconhecer Copa Intercontinental

Escrito por: Redação

 

A Fifa não está satisfeita com o formato do atual Mundial Interclubes. Nos bastidores da entidade máxima do futebol há muito questionamento sobre a competição e o presidente Gianni Infantino quer promover mudanças a partir de 2019. A alteração seria motivada pela pressão dos clubes europeus, que jogam o Mundial no meio da temporada, o que acaba atrapalhando o já apertado calendário.

 

Como a Conmebol e a UEFA já estão em negociações avançadas para reeditar a Copa Intercontinental, existe a possibilidade de a Fifa acabar reconhecendo o torneio como um Mundial oficial. Desta forma, Santos (1962 e 1963) Flamengo (1981), Grêmio (1983) e São Paulo (1992 e 1993) teriam o reconhecimento do título.

 

É muito improvável que os dois torneios sejam jogados no mesmo ano. Ou seja, se realmente a Copa Intercontinental for reeditada, provavelmente o atual Mundial de Clubes será extinto. A única vez que houve disputa simultânea foi em 2000, ano da primeira competição chancelada pela Fifa.

 

O certo é que antes de 2018 não haverá alteração na competição, já que há um contrato em vigor com os Emirados Árabes. Desta forma, a entidade tem muito tempo para pensar na solução ideal para o torneio.

 

Também há outra ideia em pauta. A Fifa pode determinar o fim da Copa das Confederações e fazer um Super Mundial de Clubes. Na hipótese desse formato ser escolhido, a competição contaria com 16 ou 24 equipes de todo o mundo, com presenças garantidas do campeão da Libertadores, Liga dos Campeões e Liga Europa.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: IG

Deixe seu comentário